sábado, 18 de janeiro de 2014

#eumechamoantonio

A hashtag do título é uma das mais vistas na (minha) timeline nas últimas semanas. Eu mesma venho postando várias fotos como esta no meu perfil do Instagram @nayaratognere:


Mas, quem é Antônio? Antônio é "o personagem de um romance que ainda está sendo escrito". Foi assim que eu o conheci e assim é a descrição na fan page e na contracapa do livro. Mas, será que é esse mesmo o Antônio?

Quando eu vi as imagens compartilhadas com a hashtag #eumechamoantonio quis imediatamente comprar o livro (veja onde comprar on line) com o objetivo de trazer poesia para o dia a dia, sabe? Imaginei um livro com desenhos fofinhos e simples, da mesma forma que as frases que o compõem. Sobre o amor, sobre a vida, sobre ser livre, sobre a dor, sobre o Antônio, um personagem que qualquer um pode se identificar.


Na página, o autor, Pedro Gabriel, publicava textos em que me identifico bastante pela escrita simples, como este aqui (foi mais ou menos nessa época que conheci a página e só depois descobri o livro dos guardanapos). Ah, sim, o livro é composto por uma coletânea de guardanapos rabiscados no café Lamas em outubro do ano passado e, com o sucesso, logo virou o livro Eu Me Chamo Antônio, da Editora Intrínseca.


A minha crítica fica em algumas páginas que são compostas apenas por caligrafias, achei uma "pausa na poesia", sabe? Ficar lá na mesma página um tempão tentando entender o que está escrito não me agradou. Mas o livro é uma gracinha pra dar um pouco de leveza ao fim do dia e para presentear alguém.







Ah, aproveita que o Instagram @abenedita está sorteando um exemplar. Segue lá e participe! ;)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...