quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Pretinho, mas nada de básico

O “pretinho básico” é considerado peça fundamental no guarda-roupa da mulher, aquela peça que deixa a mulher pronta para todas as ocasiões, alonga a silhueta e deixa elegante. Só que no começo do século, a história era bem outra, roupa preta era sinônimo de luto. Isso só mudou na década de 20 quando Coco Chanel começou a aconselhar suas clientes a ter sempre no guarda roupa um “pretinho”. Em 1926, uma ilustração da estilista para a Vogue americana tornou o vestido preto definitivamente uma peça da moda.

o desenho da estilista

Mas, foi na década de 60 que o vestido preto foi imortalizado na “Bonequinha de Luxo” Audrey Hepburn em criação de Hubert Givenchy entrando definitivamente na lista de itens must have de todo guarda-roupa.

Audrey Hepburn em Breakfast at Tiffany´s (Blake Edwards, 1961)

E foi assim que um simples vestido preto se tornou a salvação nos dias de crise de guarda-roupa afinal, um pretinho é certeza de acertar em qualquer situação.

Eu adoro roupas pretas e tenho várias mas esse é o pretinho que eu mais uso, tenho certeza que todos os meus amigos já viram porque SEMPRE que eu tenho dúvidas em que roupa vestir eu uso ele.



E nada de achar que roupa preta é básica ou sem graça, investir em pequenos detalhes tornam o mais básico dos modelos o centro das atenções, mais que qualquer pink. Duvida? Vamos ver as famosas então:







Longos, médios, curtos, terninhos... um pretinho sempre cai bem!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...